domingo, 8 de maio de 2011

Ubiquidade (Maíra Ramos)

 A poesia está em mim, aqui, além,
em toda parte.

A poesia está presente na mãe que
amamenta o filho choroso e faminto;
na cor radiante dos flamingos;
no espetáculo do pôr-do-sol do cotidiano;
no aprendizado adquirido com o passar dos anos;
na calma e frescura das cidades interioranas;
no sorriso inocente de uma criança;
na adolescência perdida em meio a lembranças...

Há poesia bastante em
tudo no mundo.
Ela cabe até neste poema.

7 comentários:

  1. Esse é seu??????????
    é tão lindo, quero ver mais poesias suas por aqui!

    ResponderExcluir
  2. Meu mesmo, mocinha (rsrs)! Vou postando aos poucos. É que a inspiração me é escassa...

    ResponderExcluir
  3. Mesmo assim a poesia não chega. Verdade que nunca chegará...


    Esta poetisa também não conheço...lol Mas já desconfiava que um dia destes ia conhecer...

    Parabéns! Gostei:)

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, M.! A gente tem que arriscar uns versos para deixar a vida mais leve. Que bom que gostou!

    ResponderExcluir
  5. Lindo demais, quanta inspiração, positividade! :)
    Adorei!
    *-*

    ResponderExcluir